segunda-feira, fevereiro 9

Idiossincrasias Modernas...


Em nossos dias, o padrão cristão tornou-se tão difícil de ser aceito que não se procura mais vivênciá-lo. É mais fácil, simplesmente, reinventarmos o cristianismo, adequá-lo àquilo que quero que ele diga sobre o modo como desejo e anseio viver minha própria vida!
Se for para ser místico e supersticioso, adéquo o evangelho a essa modalidade de cristão, dizendo que estamos propensos ao poder das palavras e que por elas um mundo de poder é gerado em sua própria boa, no qual o Espírito Santo tornar-se uma força sem personalidade, caráter e pessoalidade, manipulável por qualquer um que conheça as ‘‘palavras mágicas da sentença’’.
O modo farisaico, também, encontra seus defensores em homens que cismam em fazer das escrituras seu livro de treinamento pessoal na acusação do pecado no próximo, sem o mínimo intuito de auxiliá-lo, intentam direcionar das pessoas aos pecados alheios como forma de camuflar os próprios e com isso, torna-se mais indesculpável do que antes.
O modo capitalista, com seus novos métodos e conceitos em prol do crescimento e maturação do corpo de Cristo, tendem a amadurecê-lo de tal forma que o fruto apodrece antes que caia do pé. As técnicas são diversas e cada uma própria para uma determinada ação. Todas elas excluem a componente espiritual, recriando a igreja sobre olhos humanos.
Não passam de um conjunto de respostas humanas a um problema sério de natureza existencial, que define, na maioria das vezes, o tipo de cristianismo vivenciado: Aquele vivido segundo Cristo e as escrituras ou segundo o secularismo existencial humanista presente neste século, capaz de afastar o homem de Deus e da salvação, por excluir a autoridade divina, as escrituras e o poder que emana dela para a salvação do homem.
O Cristianismo é muito mais do que uma ferramenta de auxílio ao sucesso. Muito mais do que um opção de vida. Muito mais do que um método usual para a criação de filhos. Ele é a oportunidade de salvação das almas de todos aqueles que creram, creem e crerão em Jesus, o Cristo.
Portanto, vede e analise as escrituras! Se nestes dias, vários são os evangelhos anunciados, opte pelo verdadeiro que se encontra na Bíblia, o qual é revelado pela ação do Espírito Santo, a todo aquele que buscar com diligência.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

2 comentários:

Leonardo disse...

O cristianismo atual perdeu a sua identidade. Ele já não possui um rosto, mas mil faces! Em cada uma delas se revela o orgulho e a cobiça. A praxe do cristianismo atual é pagã; negar isso é fazer-se de cego e enganar a si mesmo.

Precisamos re-adequar os paradigmas. Precisamos de uma nova estruturação em nossa fé. Para isso não é necessário ter uma teologia além das fronteiras, e sim retroceder, voltar aos marcos antigos, àquele cristianismo histórico, que resistiu ao tempo e a ataques de todos os tipos.

Excelente postagem, Ricardo. O amigo do Assem-bereia acertou na mosca: "Vale à pena ficar de olho nesse blog!"

Abraço fraterno,

Leonardo G. Silva

O PENSADOR disse...

Vlw amigo, obrigado pelos comentários, mas se me lembro bem você também foi bem indicado por este selo, rs... Um abração...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...