quinta-feira, novembro 2

Por que o islamismo deseja tanto destruir Israel?

Talvez você já tenha feito esta pergunta! Talvez, até, tenha crido que Alá é o modo como os cristãos árabes pronunciam o nome de Deus, mas isso não é.
Alá é o nome de um dos vários deuses que a tribo de Maomé seguia.
Maomé traiu sua tribo que era politeísta, destruiu todos os demais ídolos/deuses e disse que Alá era seu único Deus. Não foi algo instantâneo! Ele demorou bastante tempo para conseguir seguidores.
Antes de chegarmos ao cerne da questão, gostaria de levantaralgumas questões que você deveria ficar sabendo sobre o Islamismo.

1. O Corão diz que Alá é o único Deus e ele não tem FILHO. Isso causa algumas implicações sérias, como por exemplo. Se alá nmão tem filho, esqueça de Jesus e também da salvação alcançada por intermédio dEle.
2. O Corão diz pelo menos três vezes que todo aquele que acredita na trindade vai para o inferno. Ou seja, não há salvação para o cristianismo, pois todos acreditamos na trindade, Pai, Filho e Espírito Santo.
3. Nosso Deus não é o deus do islão como alguns pensam. Alá não é a tradução da palavra Deus para a lingua árabe. Ilá é a tradução da palavra Deus. Alá é a contração de Al Ilá, o Deus chamado “Al”, que era uma das divindades que a tribo de Maomé cultuava.

Mas a pergunta inicial foi por que o Islão deseja destruir Israel? É fácil voltemos para a Bíblia.
Primeiro vamos verificar de quem realmente estamos falando: 1Rs 18.28 Elias e os Profetas de Baal. “E eles clamavam em altas vozes e se retalhavam com facas e com lancetas, segundo o seu costume, até derramarem sangue”.
Não são seguidores do Deus verdadeiro. Nunca o foram. São seguidores de Alá e professam o ódio contra Israel. O mesmo ódio que os povos ao derredor de Canaã professavam naquela época.

Basta olharmos para a bíblia e teremos a resposta. Por que querem destruir Israel?
Posso levantar dois motivos, um físico e outro espiritual.

Fisicamente porque nutrem um ódio contra Israel pela tomada de Canaã. Não estamos falando de Palestina! Você não irá encontrar na História do mundo um local que tenha se chamado palestina e muito menos a existência de um povo palestino, mas mesmo assim, eles se dizem oriundos de Ismael, filho de Abraão. Sendo assim, eles afirmam ser descendentes dos palestinos originais que habitavam aquelas terras.
Não havia povo palestino naquela época! /volto a afirmar, nunca houve Palestina ou um Povo palestino original através de Isaac. Por acaso, Abraão era palestino? Ou Agar era palestina? É claro que não. Ismael é descendente de pai Caldeu e mãe Egípcia.
Seu ódio físico esta relacionado a existência do povo de Israel.

Espiritualmente falando, Israel trava uma batalha violenta contra satanás, que quer destruí-lo a qualquer custo! Uma das armas mais forte dele é o islamismo, onde ele implantou um ódio sem precedentes contra o povo de Deus, com a finalidade de aniquilar totalmente Israel. Tal tática ficou conhecida como Jihrad.
Por que destruir Israel?
1. Para que Jesus não volte, afinal Ele disse que voltaria e pisaria no monte das oliveira...
2. Para que todas as promessas contidas na Bíblia não se cumpram.
3. Para que não haja descendência de Davi, para assentar-se no trono
4. Para que Deus torne-se mentiroso e satanás não possa ser condenado pelo seu ato de mentir ao primeiro casal levando-os a pecar.
5. Para que não haja o milênio e satanás não seja trancado por este período.
6. Para que estejamos eternamente condenado, pois não poderíamos confiar num Deus que não pode cumprir suas promessas. Lembre-se por mais de 203 vezes Deus se Chama Deus de Israel. Se Israel for destruído, isso indica que não há um Deus verdadeiramente soberano e que sua vontade não é eternamente cumprida. Em outras palavras, Deus não seria confiável e digno de Fé!

16 comentários:

Anônimo disse...

ainda bem que Deus não tem o pensamento humano, e jesus não veio para condenar ninguem e sim veio para qualquer pessoa que crer nele tenha a vida eterna independente de raça, e Deus não e mentiroso Deus falou sim para ismael tambem, que ia abençoa-lo a dele faria grandes nações, e Deus ouviu o choro do menino no deserto

porque Deus tem misericordia.

O PENSADOR disse...

Agradeço o comentário, e nada tenho a discordar do que disse. O texto original mantém-se verdadeiro e seu acréscimo também...

mas agradeceria se compartilha-se seus comentários sem sê-lo de forma anônima...

Guilherme disse...

Porque os Judeus foram morar lá? Simples, porquê as nações Ocidentais queriam dominar aquela região mesmo depois de sua independecia.

Eu sou a favor de destruição de Israel, pelo simples motivo que os judeus invadiram a aquele lugar por nenhum motivo

O PENSADOR disse...

Guilherme, obrigado pelas suas postagens e o convido a ler todo o resto das postagens deste blog. A resposta as suas indagações encontram-se nele. Contudo, permita-me dar uma pequena pincelada sobre os fatos os quais julga, sem o conhecimento real dos acontecimentos por detrás deles...

Vamos lá:
VOCÊ DISSE: "Eu sou a favor de destruição de Israel, pelo simples motivo que os judeus invadiram a aquele lugar por nenhum motivo".

Não sei sobre que fato você está se referindo, mas as escrituras afirmam que Deus deu aquelas terras a descendência de Abraão, os quais as conquistaram na tomada de Canaã.
Antes de Deus dar a Israel aquelas terras, elas pertenciam aos filisteus, os quais foram completamente dizimados, sem que lhes restassem nenhuma descendência para revogar o direito aqueles territórios...
Por fim, após vários conflitos bélicos existentes naquela região, na plenitude dos tempos, quando o Império Romano conquistou todo o antigo mundo, Israel também foi conquistado, e por causa de uma ultima revolta dos judeus contra a dominação romana, tempos depois da crucificação de Jesus,..., os romanos, no intuito de confirmar sua força e poder, espalharam o restante dos judeus por todos o território romano conquistado, para que estes, perdessem a noção do que é ser uma nação e nunca mais pudessem se reunir como tal. Nesta empreitada, rebatizou aquelas terras pelo nome de palestina que quer dizer terra dos filiteus. Isto, o império romano fez como parte da afronta aos judeus, a fim de jogar-lhes em rosto que o seu Deus não era poderoso o suficiente para retirá-los das mãos do império romano, muito menos para mantê-lo na terra que jurou dar a seus descendentes. Mas tudo era, na verdade, cumprimento profético da palavra de Deus. Por fim, os judeus retornaram a sua terra em 1948, tendo nascido num único dia uma nação, conforme a bíblia informa em Isaías. É a única nação que se enquadra no cumprimento profético deste versículo, escrito muito antes de qualquer descendente de Israel crer que seriam espalhados sobre a face da terra a ponto de deixarem de existir como nação.
Portanto, a terra, realmente, pertence aos judeus e a mais ninguém! Segundo a Bíblia, nenhuma outra terra no mundo foi dada a nenhuma nação! Somente uma terra foi dada a uma nação. Todos usamos aquilo que não nos pertence. O único país que tem direito bíblico sobre suas terras não pode usufluir delas porque o mundo assim não deseja.
As implicações são todas espirituais. Tecê-las daria origem a um novo post.
Se estas informações não lhe forem suficientes, ..., fico aguardando novo comentário a fim de esclarecer algum ponto conflitante...

Paz seja contigo e que alcance a revelação acerca dos fatos por detrás destes posicionamentos e possa tomar a decisão acertada...

uweisomar94 disse...

Caro camarada, antes de impor a sua ideia gostaria que alimentasse a sua cultura geral, e nao limitasse apenas em defender o que lhe aparenta ser correcto, o que o senhor acabou por escrever nesse longo texto, é pura farsa,o senhor nao tem a minima ideia de que e muhammad, e inventa coisas como estas. Pondere no seu texto, senao um dia irá arrepender-se como nunca imaginou. ainda vai a tempo.
Cmprimentos

O PENSADOR disse...

Caro uweisomar,

Antes de mais nada, não estou impondo nada, isto não é um site de leitura obrigatória estipulado pelo governo, mas sim, um blog de postagens pessoais. Ninguém é obrigado a concordar comigo em nada e, também, não posso obrigar ninguém a pensar da forma como penso. Portanto, longe de mim a faculdade de impor qualquer assunto como se eu de mim mesmo tivesse tal capacidade...
No entanto, você mesmo seguindo seu próprio posicionamento poderia ter fundamentado e ainda o pode, se assim quiser, expor escrituristicamente embasando a linha de raciocínio que facilmente discordará de meu parecer sobre a questão, ao invés de tecer algumas linhas em tom de ameaça da forma como o fez...
Deixe livros de referência, textos, citações que corroborem com aquilo que julga defender. Será muito mais fácil defender seu posicionamento e demonstrar para qualquer um que vier a ler o texto aquilo que foi mencionado sobre ele, quer seja positivo ou negativo, quer o autentique ou lhe tire o crédito.

Obs.: Texto escrito em 2006, o qual recebeu três comentários (01 em 2008, 01 em 2009 e 01 em 2010). Em que ano receberei o próximo comentário? Do jeito que as coisas andam, ..., deve demorar mais uma década até que alguém busque novamente tal consulta no google.

daniel disse...

Gostei de tudo que voce escreveu, toda a explicacao historica sobre os motivos pelo qual a palestina é do povo de Israel. Entretanto sou e serei para sempre a favor da total destruicao dos judeus. Invasores, nacao nazi-fascista que logo logo tera o mundo contra ela. Ai sim veremos quem podera matar e continuar ´´se defendendo´´. É questao de tempo para que o mundo se volte contra todos os judeus que sao parte do mal do mundo.
Um grande abraco, tenha um bom dia e nao deixe de retrucar pois eu adoro argumentar com pessoas de pensamentos contrarios aos meus.

O PENSADOR disse...

Daniel,
fique a vontade, ..., todos nós somos direta ou indiretamente convidados a tomar um posicionamento perante fatos expostos... Você tem total liberdade para tomar o seu...
Sobre ter o mundo todo contra ela, você também está certo, a própria Bíblia diz que o mundo inteiro marchará contra Israel na intenção de varre-los no mapa de uma vez por todos...
concordo com você sobre a iminência dos fatos, ..., creio que não está longe de tais coisas acontecerem.
discordo quanto a toda questão nazi-facista, mas sob pontos de vista diferentes enxergamos o mesmo fim, um mundo voltando-se contra Israel por questões, é claro de cumprimento do que a Bíblia fala acerca daquele povo...
Tais coisas irão acontecer... bem como os fatos que sucederam a reunião global contra Israel...

Anônimo disse...

Lendo a Bíblia, as Escrituras em Hebraico e Aramaico, observei que a Nação de Israel por muitas e diversas vezes traiu o Deus de Abraão por realizar alianças com nações pagãs como o Egito, a Assíria, Babilônia ao invés de confiar em seu Deus. Devido a isso por muitas vezes sofreu a derrota e humilhação, incluindo o Exílio por 70 anos em Babilônia. Certa vez Deus se referiu ao Egito (quando os Judeus fizeram um acordo de cooperação mútua por pagamento) como um CANA QUEBRADA. O incrível e que Israel continua fazendo a mesma coisa na época moderna. Atualmente é o aliado e vassalo da Sétima potência Mundial - EUA/UK. Essa aliança tem garantido a Salvação do Estado de Israel. O que vemos é uma pequena nação cercada de inimigos por todos os lados. O Profeta Cristão que escreveu Apocalipse disse que a Sétima Potência Mundial iria cair. O Profeta Daniel disse que o Rei do Sul (EUA/UK)teria de cair sem ter quem o ajudasse. Quando isso acontecer, quem irá ajudar o Israel Apóstata? Deus? Não creio que ele o fará de acordo com tantas profecias Bíblicas.
Não sou do Islã. Sou Cristão.

O PENSADOR disse...

Caro anônimo,
Gostei da sua exposição em inúmeros pontos, mas creio que enquadrar o Rei do Sul como o EUA, não seria a melhor linha interpretativa, inclusive pela posição geográfica do país em relação a Israel.
Ao ler as Escrituras devemos identificar inúmeras profecias! Algumas dependiam da fidelidade do povo para com seu Deus e outras eram profeciais que independem da fidelidade de Israel a Deus... Ele simplesmente afirma que irá fazer por amor ao seu próprio nome...
Isaías fala muito sobre esta questão de Israel ser deixado não ter ninguém que lute por ele, no entanto, em Isaías encontramos as escrituras pronunciando-se acerca do braço forte que sustém Israel... Em Zacarias encontramos os últimos acontecimentos em Israel antes do retorno de Cristo... e a forma milagrosa como Israel será poupado no final dos tempos quanto todos os povos se unirão contra Israel e marcharão contra a cidade santa...
Oséias lembra que o povo fez união com quem não deveria ter feito, mas relembra que o Deus que permanece fiel os resgatará e encontrará o remanescente de Israel no deserto, os susterá e salvará...
Diante deste quadro inúmeras profecias devem ser lidas e entendidas em sua cronologia para que os acontecimentos façam sentido cronologicamente, inclusive, os relatos de Daniel ao descrever o tempo do fim, a aliança profana, Gogue e Magogue, entre outros...

Sandro disse...

Fico Impressionado com a loucura do ser humano!
Pois é, não tenho outra palavra para descrever pessoas que sem nenhuma base histórica nutrem um ódio irracional por um povo pacifico que só quer viver em paz na sua terra.
Sim, a terra é deles a mais de 4 mil anos! E somente pessoas de caráter duvidoso e ignorantes ao extremo é que não aceitam essa verdade.
Pois insistem em acreditar na mentira palestina, que é financiada pelo dinheiro do petróleo doa paises arabes.
Já que os arabes são tão bonzinhos porque não levam o povo da faixa de gaza para seus territórios, pois lhes sobra terras e dinheiro do petróleo que esta nas mãos dos principes e reis muçulmanos, dinheiro que é gasto apenas com o prazer pessoal deles.
Se os arabes são tão bonzinhos, porque não aceitam outras religiões em seus paises? Porque matam pessoas apenas por profesarem uma fé diferente a deles? Matam da forma mais bárbara e covarde possivel. Decapitando a cabeça das pessoas vivas.
O que acho mais surpreendente é ver pessoas defendendo esses loucos assassinos e odiando e pregando a destruição de Israel que só faz se defender desses demonios.

jorge goncalves disse...

Não foram os islamitas que mataram Jesus. A sua frase não corresponde inteiramente à verdade. Os Países Árabes têm sido muito tolerantes em relação à atitude bélica dos sionistas. O genocídio da Palestina. Não acha uma hipocrisia do Ocidente a pressão sobre o Irão por causa do programa nuclear, porquanto o único estado com armas de destruição massiva são precisamente os sionistas. Estes documentários facciosos e irresponsáveis são achas para a fogueira de um mundo já bastante incendiado. Quando escrevemos para o público devemos fazê-lo com rigor, verdade e conhecimento de causa, e, não como nós gostaríamos que fosse.

O PENSADOR disse...

Caro Jorge,
Antes de mais nada, obrigado pelos comentários...
Realmente, a assertiva está correta, os islâmicos não mataram Jesus, mas fico impossibilitado de continuar na concordância com suas colocações, uma vez que não ficou preciso qual é a frase (assertiva) que caracteriza com veemência a imprecisão quanto a verdade... Neste caso, devo aguardar novo comentário seu, a fim de que seja identificado o ponto em questão para que eu possa tecer um posicionamento a respeito.
Nenhuma reportagem árabe demonstra tal tolerância, uma ver que o ato de tolerar exige abster-se de reação, tal fato ainda não foi visto.
Também fiquei em dúvida quanto a respeito dos documentários, ..., pois tal texto nem de longe pode ser considerado um documentário, aliás, nem a sua fonte, baseada em livros que estudam a religiào Cristã, religião islâmina e a Bíblia propriamente dita, regra de fé e prática de todo aquele que se diz cristão (pelo menos era para ser). O que quero dizer com isso? Que os conceitos elencados tem cunho religioso, analisados sob o conceito histórico-sócio-cultural.
Quanto a mim, ..., tenha certeza que não perderia tempo em descrever um afronta desmedida contra um cidadão do oriente. O texto não vislumbra enunciar nações, na realidade penso que nenhuma nação foi citada mas sim um segmento religioso que se encontra em rota de colisão direta com outro segmento religioso (cristianismo).

allan disse...

Só uma coisa. Os judeus nunca foram leais ao nosso Senhor, pelo contrario, sempre fizeram de tudo pra desagrada-lo. E se naquele tempo onde ainda haviam profetas e o proprio salvador eles teimavam em não segui-lo, nao vai ser nos dias de hoje que eles vao começar a adorar o nosso Senhor. Qnt mais leio sobre israel mais me convenço que hitler tava certo.

Ricardo Inacio Dondoni disse...

Com certeza, é uma maneira de se posicionar sobre o tema. No entanto, algumas promessas sobre Israel são irrevogáveis e independem da fidelidade deles. Entendo o que quero dizer sobre o distanciamento deste povo. No entanto, a Bíblia relata um avivamento para os ultimos dias para esse povo em inúmeras porções das Escrituras, como por exemplo a passagem sobre o vale de ossos secos.

Anônimo disse...

Nós devemos orar por Israel e nós vamos proteger Jerusalém (importantissimo para Deus)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...